Belvedere Condominium Sênior
4 de março de 2021
Muito além da estética: valorizamos o seu bem-estar!
4 de março de 2021

Síndrome da Insuficiência Androgênica (SIA)

A síndrome da insuficiência androgênica na mulher é o estado de diminuição da produção de alguns hormônios, principalmente a testosterona, que se manifesta por diminuição da função sexual, do bem-estar e de energia, humor disfórico, por fadiga, alteração do peso e da composição corporal (perda da massa magra), alterações na memória e cognição, perda de massa óssea, persistência dos sintomas vasomotores (fogachos) e da lubrificação vaginal na pós- menopausa. Pode ocorrer SIA em mulheres mais jovens também, principalmente devido ao uso de alguns medicamentos.

Os principais andrógenos produzidos pela mulher são a Testosterona, a androstenediona, o sulfato de desidroepiandrosterona e a di-hidrotestosterona. Na mulher a Testosterona, devido sua potência biológica, ou seja, de efeito no organismo, é a de maior importância.

Estudos avaliando as dosagens de testosterona no sangue das mulheres demonstram que ocorre uma queda significativa com a idade. Mulheres de 40 anos de idade apresentam a metade da produção de testosterona se comparadas com mulheres de 20 anos.

A principal causa de SIA na mulher é a menopausa, em mulheres jovens o grande vilão causador de SIA é a pílula anticoncepcional. Existem outras causas como ooforectomia (retirada dos ovários cirúrgica, química, pós-radioterapia). Anorexia nervosa, artrite reumatóide, lupus eritematoso sistêmico e síndrome de imunodeficiência adquirida são também condições vinculadas à deficiência androgênica, possivelmente relacionadas à diminuição da produção de esteróides adrenais.

O diagnóstico de SIA é basicamente clínico, porém pode-se realizar dosagens hormonais para verificar se existem outras doenças e para o acompanhamento do tratamento clínico

O tratamento é realizado com reposição de hormônios em forma de gel, comprimidos, injeções ou Implantes(mais recomendável). Hoje temos no mercado os Implantes Isomoleculares que são compostos de origem vegetal formulados para ter uma estrutura idêntica aos hormônios humanos. Nas doses atualmente preconizadas, os benefícios sobre massa óssea, sexualidade e qualidade de vida são alcançados sem importantes efeitos colaterais.

As contraindicações da reposição androgênica na mulher podem ser divididas em absolutas (gravidez, lactação, policitemia, acne grave, hiperplasia ou câncer endometrial, câncer de mama, cardiopatias, insuficiência renal e hapatopatias) e relativas (Hirsutismo e acne moderada, alopecia androgênica, hiperlipidemia e síndrome metabólica). 

Dra. Luciana Pereira Barros e Dra. Raquel Martins Soares – Ginecologistas especializadas em colposcopia, cirurgia de alta frequência cirurgia, Cirurgia Histeroscopia, Laser Vaginal e Cirurgia Estética Vaginal. 

CREDITO FOTO: Roberto Rocha / RR 


ENDEREÇO: R: Desembargador Jorge Fontana, 476 – Belvedere

TELS: (31)3243-9137/ 98337-7927

https://femminileginecologia.com.br/

INSTAGRAM: https://www.instagram.com/femminile.ginecologia/