Cervejaria Sátira
4 de março de 2021
AUTISMO: A importância da intervenção precoce
4 de março de 2021

Síndrome Miofascial

Esta patologia é mais frequente do que imaginamos, podendo ser encontrada entre 30 e 85% dos pacientes em clínicas de dor.
Afinal, o que é esta síndrome?

É um distúrbio muscular localizado, ou seja, uma dor muscular localizada, associada à presença de pontos-gatilhos, que são pontos dolorosos e hipersensíveis a compressão encontrados profundamente no músculo.
Pode ocorrer em qualquer parte do corpo, sendo a dor crônica mais frequente, principalmente em adultos do sexo feminino.
Atinge ambos os lados do corpo, mas comumente é assimétrica, sendo profunda, localizada, com nódulos encontrados nos músculos, podendo estender-se para regiões próximas destes.

Cefaléia, zumbido, tontura, diminuição da audição, parestesia, hiperestesia, lacrimejamento, náusea, visão borrada, diarreia, vômitos, constipação, hiperemia e aumento da sensibilidade e sudorese podem vir associados a síndrome miofascial.

Os tais pontos-gatilhos desenvolvem-se após traumas agudos, microtraumas repetidos ou excesso de uso muscular. Diversos são os fatores para o surgimento desta síndrome: postura inadequada, esforço físico, alteração anatômica, hábito não-funcional, estresse, imobilização, falta de nutrientes e distúrbio do sono.
E como fazemos o diagnóstico?

História clínica e exame físico, isso mesmo! Uma boa conversa com o paciente seguido de um bom exame físico.

No tratamento buscamos restabelecer a função do músculo e o movimento articular através da correção da postura, evitando movimentos repetitivos e prolongados, melhorando o condicionamento físico, prevenindo o estresse e a tensão, corrigindo distúrbios endocrinológicos e deficiências vitamínicas, se houver, além da mudança no estilo de vida.

Usamos ainda anti-inflamatórios, relaxantes musculares, opióides para controle da dor, antidepressivos para modular a dor e ainda podemos fazer a injeção de pontos-gatilhos com anestésico ou toxina botulínica.

Alongamentos são fundamentais, bem como exercícios aeróbicos são excelentes no controle dor crônica e para evitar a recorrência da crise. Na agudização, o exercício geralmente é contra-indicado, ao contrário da dor crônica, que são obrigatoriamente estimulados.

A terapia manual, que é um misto de massagem, alongamentos, mobilização e manipulação, é um pilar que ajuda muito. Não podemos esquecer também da acupuntura.

Temos um arsenal para o tratamento. Diante de qualquer dor procure o profissional adequado para melhorar sua qualidade de vida.

ENDEREÇO:R: ARAGUARI, 1156- SALA 1401 – SANTO AGOSTINHO
TELS(31)99661-1080/ 3657-6465/ 98119-6474
WWW.DRAFLAVIANASCIMENTO.COM
INSTAGRAM:@DRAFLAVIANASCIMENTO